Semanada ou Mesada? Sim ou Não? Vantagens, Desvantagens e Dicas

Semanada ou Mesada? Sim ou Não?

Semanada ou Mesada? Sim ou Não? Vantagens, Desvantagens, Dicas e Sugestões.

Quando se fala em Educação Financeira é obrigatório falar de semanada e mesada para as crianças e adolescentes. Muitos são os pais que nos questionam se devem, ou não, dar semanada ou mesada e em que idade devem começar a dar dinheiro aos seus filhos.

Nos workshops que desenvolvemos para pais defendemos a importância das crianças lidarem com dinheiro o mais cedo possível apresentando as suas vantagens e desvantagens.

A semana ou mesada é a melhor forma de ensinar aos filhos sobre a importância da organização financeira e da disciplina orçamental na vida de qualquer pessoa.

A semanada ou mesada pode actuar como um instrumento de consciência colectiva, uma vez que requer a participação de todos no processo de uso racional do dinheiro.

Desperta para a importância de gerir dinheiro, promovendo a poupança porque desenvolve o senso crítico de valorização daquilo que é comprado a partir do sacrifício financeiro das economias, principalmente, num momento em que – quase tudo – aparentemente, é tão descartável.

Semanada ou Mesada? Sim ou Não? Vantagens, Desvantagens e Dicas

Por outro lado, a semanada ou mesada também tem desvantagens. Quando adquire carácter de “renda vitalícia” e causa dependência financeira (= talvez comodismo!) em quem a recebe, o que é contraditório ao objectivo.

Quem recebe uma semanada ou mesada precisa de ter em mente que o objectivo principal da mesma é o estabelecimento de um padrão de consumo programado e coerente com a sua realidade financeira.

O valor da semanada ou mesada deve estar alinhado com a realidade financeira da família, devendo, inclusive, ser ajustado ou até mesmo suspenso durante períodos de dificuldades financeiras.

Os pais não devem fazer dela uma moeda de troca ou uma forma de reprimir/controlar entre quem dá e quem recebe.

Para finalizar deixamos algumas dicas e sugestões para quem pretende começar a dar uma semana ou mesada aos seus filhos:

Começar por pequenos valores semanalmente. Na medida que a consciência e a maturidade do uso do dinheiro forem sendo desenvolvidas, aumentar o prazo entre um pagamento e outro;

Valorizar as conquistas: desde a compra de um simples brinquedo com o uso das economias até o recebimento de juros e dividendos de um investimento;

Evitar dar presentes fora de época e de valores desproporcionais a mesada, pois isto desestimula o hábito de poupar;

Para mais informações contacte a AESS para o email geral@economia-sustentavel.com e conheça os nossos workshops de Educação Financeira para pais e filhos.

Dulce Forte

Presidente da Direcção da AESS

Posted in AESS and tagged , , , .